o-que-e-sinusite

Entenda de uma vez por todas o que é sinusite

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
clock (1)
5 min.

Você já sentiu a cabeça pesada, dor nos olhos e no nariz e uma sensação de rosto cheio de ar ou água? Se já teve esses sintomas, geralmente acompanhados de crises de espirro ou tosse, talvez você precise urgentemente saber o que é sinusite e como combatê-la.

A sinusite é um problema que ataca as pessoas principalmente em época de frio, causando muito desconforto. Ela geralmente é decorrente de outros quadros clínicos, como alergia, gripe ou resfriado.

Quer acabar com esse mal-estar? Então, para esclarecer de uma vez todas as suas dúvidas sobre a sinusite, a Comigo Saúde em conjunto com o Dr. Felipe Folco vai explicar o que é essa doença, suas causas, principais sintomas e como tratá-la. Veja a seguir!

A sinusite em detalhes

Mas, afinal de contas, o que é sinusite? Fique calmo que vou te explicar direitinho. Assim, todos aqueles sintomas incômodos vão fazer muito mais sentido e você saberá como agir quando eles aparecerem.

A sinusite é uma inflamação das mucosas dos seios paranasais — região em torno do nariz, como maçã do rosto, olhos e testa. Ela pode ser desencadeada por um vírus, uma bactéria, alergias, ou pode ser consequência de uma gripe ou resfriado.

Se você sofre desse problema, sabe quanto desconforto ele pode causar, não é mesmo? Sensação de peso na cabeça, dor ou pressão na face, mal-estar e muito cansaço, por exemplo, chegando a atrapalhar significativamente o cotidiano da pessoa.

Quais as causas e os sintomas da sinusite

Essa inflamação pode ser desencadeada por diversos motivos. Entre as causas da sinusite estão:

  • Infecção por vírus, fungo ou bactéria;
  • Alergia a poeira, ácaros, poluição, pelos de animais, fumaça de cigarro e outras partículas presentes no ar;
  • Doenças alérgicas, como rinite e asma;
  • Problemas respiratórios, como bronquite, gripe e resfriado;
  • Exposição a determinados cheiros e substâncias químicas, como tinta e produtos de limpeza;
  • Choque térmico causado por mudanças de temperatura ou, inclusive, de ambientes com ar condicionado;
  • Problemas na anatomia nasal, como a formação de pólipos ou o desvio de septo nasal,
    Infecções odontológicas que podem fechar os seios nasais.

Quando o sistema imunológico está enfraquecido, a pessoa tem mais propensão a desenvolver a sinusite. Portanto, uma alimentação correta e prática de exercícios físicos regular é indicado.

Além disso, essa doença pode ser classificada em dois tipos:

  • Sinusite aguda: quando os sintomas desaparecem por volta de 4 semanas ou duram por, no máximo, 11 semanas,
  • Sinusite crônica: é quando a inflamação ultrapassa os 3 meses ou há muita reincidência das crises agudas. Ou seja, o paciente se cura, mas a doença ressurge em pouco tempo.

Já na lista dos principais sintomas da sinusite estão:

  • Dor de cabeça e nos olhos;
  • Sensação de peso e inchaço na face;
  • Congestionamento nasal, com secreção amarelada ou esverdeada;
  • Espirros e coriza;
  • Febre;
  • Dor de garganta e/ou de ouvido;
  • Tosse, principalmente à noite;
  • Fadiga,
  • Redução de apetite.

O tratamento para sinusite

Entender o que é sinusite é o primeiro passo rumo a um tratamento adequado. Principalmente se você sente que esses sintomas estão interferindo na sua qualidade de vida.

O tipo de tratamento depende da causa do problema, assim como também se é um caso crônico ou agudo. Entre as opções de tratamento estão:

  • Uso de soluções salinas ou soro fisiológico; ajuda na lavagem nasal, dissolvendo as secreções e descongestionando os seios do rosto;
  • Uso de sprays nasais, para aliviar o nariz entupido e melhorar a respiração;
  • Antibióticos, usados para combater a sinusite causada por bactérias;
  • Corticoides, que reduzem a inflamação, principalmente em casos de sinusite causada por alergias;
  • Medicamentos orais, como antialérgico e analgésico,
  • Procedimento cirúrgico, em casos mais graves ou de problemas na anatomia do nariz.

A importância do acompanhamento médico

“Em um tratamento para sinusite adequado e correto, é fundamental que a inflamação seja curada e, com isso, os sintomas diminuam ou até sumam. Por isso, é essencial consultar um médico para acompanhar o seu caso”, recomenda o Dr. Felipe Folco.

A especialidade responsável por essa doença é o clínico geral ou o otorrinolaringologista e, durante a consulta, o profissional pode solicitar alguns exames. Lembre-se de que você não deve se automedicar ou interromper os medicamentos depois de iniciado o tratamento.

Agora que você já sabe o que é sinusite, que tal compartilhar este conteúdo da Comigo Saúde nas suas redes sociais? Ajude seus amigos e familiares a lidar melhor com esse problema!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Baixe nossos
materiais exclusivos

e tenha acesso a conteúdos sobre

Baixe nossos materiais exclusivos e tenha acesso a conteúdos sobre

saúde e bem estar

Receba nossos conteúdos gratuitamente.
Toda semana enviamos diretamente na sua caixa de email dicas de saúde, bem estar e descontos.

Também detestamos spam!

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nossos conteúdos gratuitamente.
Toda semana enviamos diretamente na sua caixa de email dicas de saúde, bem estar e descontos.

Também detestamos spam!

Baixe nossos
materiais exclusivos

e tenha acesso a conteúdos sobre

Baixe nossos materiais exclusivos e tenha acesso a conteúdos sobre

saúde e bem estar