tipos de corrimento

Tipos de corrimento vaginal: quais são e como tratá-los?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
clock (1)
5 min.

O corrimento vaginal é uma secreção natural do corpo da mulher na idade fértil, podendo variar de acordo com o ciclo menstrual. Porém, existem vários tipos de corrimento que possuem alterações de cor e texturas, indicando doenças e infecções na região íntima.

Por isso, é muito importante ficar atenta à característica da secreção para entender mais sobre a saúde do seu corpo. Conheça os principais tipos de corrimento feminino, as causas e os tratamentos no artigo abaixo.

Quando o corrimento vaginal é normal?

Como o corrimento vaginal natural está relacionado ao ciclo menstrual, ele deve aparecer sempre quando há oscilações hormonais, como no início ou fim da menstruação, por exemplo.

“O corrimento transparente faz parte dos ciclos menstruais, sendo uma reação natural do organismo e não indica alterações na região”, explica o Dr. Felipe Folco. Assim, confira, abaixo, em quais períodos o corrimento natural pode aparecer:

  • No início do período menstrual: com os níveis de estrógeno e progesterona baixos, há a produção de um corrimento tipo água antes da menstruação;
  • Começo do período fértil: nesta fase, o corrimento possui aspecto fluido e claro, facilitando a locomoção dos espermatozoides rumo a fertilização,
  • Após o período fértil: secreção espessa, pouco amarelada, indicando uma limpeza interna, realizada pelas células de defesa.

Tipos de corrimento que indicam alterações na região íntima

“Há vários tipos de corrimento vaginal, sendo os transparentes uma reação natural do organismo, e os que possuem coloração amarela, verde, rosa, marrom ou acinzentada podem indicar doenças e infecções na região”, salienta o médico Felipe Folco.

Por isso, é muito importante ficar atenta às características de cada secreção para identificar problemas e procurar um ginecologista o mais rápido possível. Confira, abaixo, quais os tipos de corrimento vaginal:

Corrimento branco

Um dos corrimentos mais comuns é o branco. De textura espessa, ele pode ser causado pela candidíase vaginal, originária do fungo Candida albicans. Esse corrimento também pode acompanhar coceira, vermelhidão, ardor ao urinar e durante a relação sexual.

Essa condição pode ser tratada com medicamentos antifúngicos, como pomadas e comprimidos indicados por um especialista.

Corrimento amarelo ou esverdeado

Esse corrimento tipo catarro, que possui uma coloração amarela ou amarela esverdeada e um odor forte, semelhante ao de peixe, pode ser um sinal de alteração da região íntima.

Acompanhada de sintomas como dor e queimação durante a relação sexual e ao urinar, essa condição pode indicar tricomoníase — infecção vaginal sexualmente transmissível. O tratamento é feito somente por prescrição médica com antifúngicos.

Corrimento rosado

O corrimento rosado é um dos tipos de corrimento na gravidez, podendo indicar o início de uma gestação. Isso pode ocorrer até três dias após a relação sexual. Esse tipo de secreção pode vir acompanhada de cólicas abdominais.

“Durante uma gestação, a paciente pode desenvolver este e outros tipos de corrimento, por isso é importante procurar um tratamento o mais rápido possível, para que a condição não afete a saúde e a gestação do bebê”, explica o pediatra Felipe Folco.

Corrimento marrom

Esse tipo de secreção pode conter sangue, acompanhado de sintomas como dor e ardência ao urinar. Essa condição, geralmente, está associada a doenças no útero, como síndrome dos ovários policísticos, endometriose e infecções sexualmente transmissíveis, então procure seu ginecologista.

Como se prevenir?

Para manter sua saúde íntima sempre em dia, é necessária uma boa higiene, realizada de uma a duas vezes por dia. Você também pode utilizar calcinhas de algodão, que permitem que o ar circule livremente, evitando a proliferação de bactérias, e sempre usar preservativo durante as relações sexuais.

Além disso, é muito importante visitar regularmente seu ginecologista, para identificar alterações na região íntima com antecedência e receber o tratamento adequado para cada um dos tipos de corrimento. Desse modo, sempre consulte o especialista e mantenha seus exames em dia.

Para cuidar de você e de quem você ama, conte com a ajuda da Comigo Saúde. Aqui, você encontra instituições de qualidade, para fazer os seus exames por um preço acessível, e tem o pagamento facilitado em até 10 vezes no cartão.

*Texto revisado pelo Médico Felipe Folco CRM 100694

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Baixe nossos
materiais exclusivos

e tenha acesso a conteúdos sobre

Baixe nossos materiais exclusivos e tenha acesso a conteúdos sobre

saúde e bem estar

Receba nossos conteúdos gratuitamente.
Toda semana enviamos diretamente na sua caixa de email dicas de saúde, bem estar e descontos.

Também detestamos spam!

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nossos conteúdos gratuitamente.
Toda semana enviamos diretamente na sua caixa de email dicas de saúde, bem estar e descontos.

Também detestamos spam!

Baixe nossos
materiais exclusivos

e tenha acesso a conteúdos sobre

Baixe nossos materiais exclusivos e tenha acesso a conteúdos sobre

saúde e bem estar